Ainda estamos no outono aqui no Brasil, mas a queda da temperatura já pegou de surpresa os moradores de quase todos os estados. Quem tinha o costume de usar roupas leves acabou sendo forçado a tirar do armário o casaco e outras peças de frio mesmo durante o dia, além de mudar sua programação de lazer, priorizando os ambientes fechados ao contato mais próximo com a natureza.

O tempo seco e a baixa umidade relativa do ar que são características dessa época, em que dias de calor são cada vez mais raros, aumentam a propensão do aparecimento das alergias e patologias respiratórias, além de intensificar e agravar as crises. Isso tudo se deve à alta concentração de poluentes na atmosfera.

A conta disso acaba chegando para o nosso organismo – e aí, a gente que lute, né? Sofremos com esse cenário porque acontece uma redução dos nossos mecanismos de defesa, o que nos torna mais sujeitos a doenças respiratórias como a asma, bronquite, rinite e sinusite, além de favorecer o aumento das crises para quem já convive com essas questões.

Texto alternativo

A primeira aula de um ciclo semanal que vou trazer para você a partir do dia 08 de junho será sobre a saúde respiratória! Assinando esse conteúdo especial, você poderá fazer parte de um grupo exclusivo no Telegram para receber novos conteúdos e contar com o suporte da nossa equipe para tirar dúvidas! Clique no link abaixo para saber mais e garantir sua assinatura:

https://www.fabicorrea.com.br/aulas-ao-vivo/

É importante lembrar que o inverno logo, logo está aí e, nessa estação, os níveis mais altos de poluentes no ar irritam nossas vias respiratórias com mais frequência, gerando sintomas alérgicos, como a falta de ar e a coriza. Além disso, a maior circulação de vírus como o da gripe e do resfriado contribui para o aumento de doenças do aparelho respiratório.

Também precisamos fazer a nossa parte no que se refere aos hábitos que adotamos em nosso dia a dia: sedentarismo, sono desregulado e má alimentação causam prejuízos à resposta de defesa do nosso organismo, derrubando a imunidade e dando margem a novos problemas de saúde.

Sofri durante muito tempo com crises respiratórias, principalmente nessa época. Noites mal dormidas, fadiga durante o dia, imunidade lá embaixo… as interferências na minha rotina eram gigantescas, o que prejudicava minhas relações, meu rendimento no trabalho, a atenção que eu dava à minha família…

Você já faz parte da grande comunidade de amantes da Aromaterapia lá no meu Instagram @fabicorrea.oe? Se você ainda não está lá, siga agora mesmo para conferir várias dicas, receitinhas e novidades!

Foi dessa forma e em decorrência dessas questões que a Aromaterapia entrou na minha vida. Cansada de sofrer com esses problemas, percebi no poder dos aromas e nos óleos essenciais a oportunidade de trazer esse alívio para a minha vida, mas acabei indo muito além do objetivo inicial com que busquei essa ferramenta de cura, bem-estar e qualidade de vida.

Espero que você também possa se encantar com os benefícios dessa ciência milenar. Conte comigo para te ajudar nos seus objetivos com os óleos essenciais e nos seus estudos de Aromaterapia!